Gol supera TAM e lidera mercado de aviação doméstico, diz Anac

A companhia aérea Gol superou a TAM pela primeira vez e assumiu a liderança no transporte aéreo dentro do Brasil em fevereiro, mostraram dados da Associação Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgados na quinta-feira.

REUTERS

17 Março 2011 | 18h14

De acordo com a Anac, a Gol --que também opera com a bandeira Varig-- ficou com 39,77 por cento de market share nos voos no mercado interno no mês passado, enquanto a TAM aparece na segunda posição com 39,59 por cento.

É a primeira vez pelo menos desde janeiro de 2006 que a TAM é superada, segundo o histórico disponível na Anac, criada após a extinção do Departamento de Aviação Civil (DAC).

Uma assessora de imprensa da Gol, companhia aérea que começou a operar no início de 2001, confirmou que é a primeira vez que a empresa ultrapassa a rival TAM.

Segundo a Anac, as demais empresas elevaram sua participação e juntas ficaram com 20,64 por cento do mercado em fevereiro. A Azul ficou com 7,96 por cento, seguida por WebJet (5,89 por cento), Trip (2,77 por cento) e Avianca --antiga OceanAir (2,58 por cento).

O tráfego total de passageiros em voos no Brasil em fevereiro cresceu 9,34 por cento sobre igual mês do ano passado, informou a Anac. Já a oferta de assentos cresceu em ritmo maior, com avanço de 13,31 por cento na mesma base de comparação.

"A tendência de crescimento do mercado aéreo brasileiro se manteve, mas a taxa de ocupação caiu em relação a fevereiro de 2010, de 70,96 para 68,48 por cento", segundo a Anac.

O mercado de voos internacionais operados por empresas aéreas brasileiras teve aumento de 12,19 por cento na demanda, enquanto a oferta subiu 13,28 por cento. A ocupação nos aviões, nesse caso, passou de 75,35 por cento em fevereiro do ano passado para 74,62 por cento no último mês.

Nas rotas internacionais, a TAM ficou com market share de 85,85 por cento, enquanto a Gol teve 12,92 por cento e a Avianca, 1,22 por cento.

Procurada, a TAM --que está no meio do processo de união com a chilena LAN-- não tinha comentários imediatamente sobre os dados divulgados pela Anac.

(Por Cesar Bianconi; reportagem adicional de Guillermo Parra-Bernal)

Mais conteúdo sobre:
AEREAS GOLSUPERA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.