FLAVIO TAVARES/JORNAL HOJE EM DIA
FLAVIO TAVARES/JORNAL HOJE EM DIA

Goleiro Bruno pode fazer teste de DNA para confirmar paternidade

O exame seria realizado antes de uma possível aproximação do goleiro com o menino que vive hoje com a avó materna no Mato Grosso do Sul

Leonardo Augusto, Especial para O Estado

02 Março 2017 | 19h07

BELO HORIZONTE - O goleiro Bruno poderá fazer exame de DNA para confirmar se é ou não pai do filho de Eliza Samudio. O exame seria realizado antes de uma possível aproximação do goleiro com o menino, também chamado Bruno, de sete anos, que vive hoje com a avó materna no Mato Grosso do Sul.

A informação sobre a possibilidade de o exame ser realizado foi levantada pelo advogado de Bruno, Luan Veloso Coutinho. O jogador foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo sequestro, cárcere privado e assassinato de Eliza, em 2010. À época, os dois discutiam pagamento de pensão para a criança.

Bruno deixou a Associação de Proteção e Assistência a Condenados (Apac) de Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, na última sexta-feira, 24, depois de cumprir seis anos e sete meses de prisão, por força de habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Bruno esteve nesta quinta-feira, 2, no fórum de Santa Luzia para entrega à justiça do endereço onde poderá ser encontrado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.