'Gordão', líder do PCC no interior de SP, é preso na Bahia

Policiais esperavam o acusado de tráfico voltar de noitada na orla baiana; ele morava em Guareí (SP)

Paulo Leandro, do Estadão,

28 Outubro 2007 | 18h11

A polícia baiana prendeu na madrugada deste domingo, 28, Waldir Peretto, conhecido por "Gordão", acusado de homicídio e de integrar o grupo de elite do Primeiro Comando da Capital (PCC). "Gordão" coordenava o tráfico de drogas nas cidades situadas a oeste da região metropolitana da capital paulista, tendo como base o município de Guareí, um dos mais violentos de São Paulo.   O acusado voltava de mais uma noite de festa na orla baiana, onde costumava freqüentar casas de jogos e de prostituição, e foi surpreendido pelos policiais que o aguardavam próximo ao hotel Pirâmide, nas imediações da Estação Rodoviária de Salvador.   O Centro de Operações Especiais da Polícia Civil (COE), órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública da Bahia, confirmou que "Gordão" estava hospedado há cerca de um mês em Salvador.   O acusado não resistiu à ordem de prisão, expedida pela Justiça de Minas Gerais, por acusação de homicídio. "Gordão" vai responder ainda por participação em crime de tráfico, a partir de informações apuradas junto a agentes penitenciários mineiros envolvidos na quadrilha.

Mais conteúdo sobre:
PCC Tráfico Polícia Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.