1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Governador do Rio anuncia plano de combate ao crime em Niterói

Luciana Nunes Leal - O Estado de S. Paulo

22 Abril 2014 | 14h 12

Cem policiais militares reforçarão a segurança na cidade, onde passarão a atuar duas novas companhias da Polícia Militar

RIO - O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e a cúpula da Secretária de Segurança anunciaram nesta terça-feira, 22, um plano emergencial de reforço no combate ao crime na cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Cem policiais militares reforçarão a segurança na cidade, onde passarão a atuar duas novas companhias da Polícia Militar.

O secretário de segurança, José Mariano Beltrame, disse que em até 15 dias será feita uma avaliação dos resultados das operações. Segundo o governador Pezão, esta avaliação sairá a decisão sobre pedir ou não reforço ao governo federal.

"Niterói neste momento merece um tratamento diferenciado. Se precisar de mais ajuda, vamos pedir. Mas achamos que com as medidas que começamos a adotar agora já poderemos dar uma resposta", afirmou Pezão depois de uma reunião com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PT). Beltrame disse que o reforço na segurança de Niterói já estava programado, mas sofreu atrasos por causa de ataques a Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) da capital e a ação de tropas federais no Complexo da Maré, na zona norte.

O anúncio do plano de emergência para Niterói foi feito três dias depois que, durante um protesto, ônibus e carros foram incendiados. Na manhã desta segunda-feira, uma operação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Civil prendeu dois traficantes suspeitos de terem ordenado os ataques em Niterói e também nas UPPs da capital.