Governo de SP define reajuste dos pedágios em 15 dias

O secretário estadual dos Transportes, Dario Rais Lopes, afirmou hoje que os reajustes de tarifas dos pedágios das rodovias paulistas administradas por 12 concessionárias serão definidos em duas semanas, depois do feriado de Corpus Christi. Pelo IGP-M, índice que por contrato baliza os reajustes anuais, as concessionárias poderão aumentar as tarifas em 31,5% a partir de 1º de julho. O governo do Estado tem negociado com as empresas e confia em um reajuste menor, segundo o secretário. Ele se reúne hoje mais uma vez com representantes das 12 concessionárias. "Os índices gerais (como o IGP-M) tiveram um deslocamento em relação aos índices de preços ao consumidor. Mas não se pretende trocar o índice, temos várias alternativas", afirmou, ao deixar o 1º Congresso da Indústria Paulista, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) na sede da entidade. "O processo de negociação é um processo amistoso e as próprias concessionárias estão propondo alternativas para o reajuste, porque entendem o momento atípico (de disparada dos IGPs por conta da variação cambial)", disse Lopes.

Agencia Estado,

13 Junho 2003 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.