Marco Antônio Carvalho/Estadão
Marco Antônio Carvalho/Estadão

Governo do RN vai usar contêineres para abrigar detentos de Alcaçuz

Equipamentos ficarão na unidade até que ela seja desativada; cada estrutura terá capacidade para receber 20 presos

Rafael Barbosa, Especial para o Estado

28 Janeiro 2017 | 13h29

NATAL - O governo do Rio Grande do Norte vai usar contêineres para abrigar os presidiários da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal. Os equipamentos vão ficar na unidade até que ela seja desativada. A informação foi confirmada pelo coordenador de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça e Cidadania, Zemilton Silva.

A ideia dos contêineres não é novidade no Governo do Estado. Em 2015, o então secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Edilson França, levantou a possibilidade. França chegou a realizar uma pesquisa e falar sobre o projeto à imprensa. Contudo, a ideia foi rechaçada e não saiu do papel.

De acordo com Silva, o espaço que será aberto dará para abrigar todos os presos que ainda estão em Alcaçuz. Cada um dos contêineres terá vagas para 20 detentos, em um total de 1 mil novas vagas para o sistema carcerário, em caráter emergencial.

Ainda segundo o coordenador de Administração Penitenciária, ainda não há data definida para a chegada dos contêineres. No entanto, ele disse que o processo para a contratação está em fase avançada.

A reportagem entrou em contato com o titular da Sejuc, Wallber Virgolino, e o questionou sobre o projeto para tentar desafogar a superlotação. Virgolino não confirmou a locação dos equipamentos, mas também não negou.

O secretário disse que somente na segunda-feira, 30, poderia falar sobre o assunto. "Não posso repassar a informação incompleta", justificou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.