Governo suspende vacinação de cães e gatos em todo o País

Investigação laboratorial aponta mortes e efeitos graves entre animais após vacina contra raiva

Agência Estado,

07 Outubro 2010 | 20h06

O Ministério da Saúde decidiu hoje suspender preventivamente as campanhas de vacinação de cães e gatos contra raiva animal em todo o País. A decisão foi tomada após resultados preliminares de investigação laboratorial informados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, segundo comunicado do ministério.

"A investigação laboratorial, realizada com cobaias, indicou a ocorrência de efeitos graves e mortes depois da vacinação que, até então, não eram previstos na literatura científica disponível", informou o Ministério da Saúde. Do total de doses, já foram distribuídas 22,6 milhões aos Estados.

Atualmente, o Ministério da Saúde tem 7,3 milhões de doses da vacina em estoque. Com a recomendação de suspender a campanha, as secretarias estaduais e municipais de Saúde devem manter as vacinas acondicionadas em ambiente refrigerado, entre 2 e 8 graus centígrados, até a conclusão dos estudos em andamento, segundo o comunicado.

 

Desde julho, a vacinação já foi iniciada em 22 Estados e no Distrito Federal. Foram vacinados 7,9 milhões de animais. A meta é vacinar 28,5 milhões de cães e gatos.

Mais conteúdo sobre:
vacinação cães e gatos suspensão raiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.