Pixabay
Pixabay

Horário de verão termina neste domingo

Metrô e CPTM estenderão funcionamento em uma hora

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2018 | 07h36

O horário de verão termina a 0h do próximo domingo, 18, quando moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão atrasar o relógio em uma hora.

Além do Distrito Federal, dez estados precisarão adaptar seus ponteiros: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo. A população do norte e do nordeste não é afetada porque os estados da região não são incluídos no horário de verão.

Criado com a finalidade de economizar energia e aproveitar o maior período de luz solar durante os meses mais quentes do ano, quando os dias também são mais longos, a medida foi adotada no Brasil pela primeira vez em 1931 e adotada em caráter permanente a partir de 2008.

No final do ano passado, o governo federal chegou a estudar o fim do horário de verão, por não haver consenso quanto à relação com a economia de energia elétrica. Apesar disso, acabou apenas abreviando o período 2018/2019 em duas semanas, a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para facilitar a apuração dos votos das eleições. Com isso, o horário de verão de 2018 passará a ser adotado no dia 4 de novembro.

Metrô e CPTM

Na capital paulista, o Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitamos (CPTM) estenderão o horário de operação em função do horário de verão. Em função da mudança, os passageiros poderão embarcar até a 1h do novo horário (2h do horário antigo). A medida também será adotada na Linha 4-Amarela (Butantã-Luz), que é operada pela concessionária ViaQuatro.

Com a ampliação do horário de circulação dos trens, o número de viagens ofertadas na rede também será maior. Na Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi), foram programadas 20 viagens extras para os usuários. Na Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena), haverá acréscimo de 26 partidas. Os usuários da Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda) também se beneficiarão com a medida e contarão com oferta de 19 viagens a mais. E na Linha 5-Lilás (Capão Redondo-Brooklin) a oferta será de 9 viagens adicionais.

Para continuidade dos testes do novo sistema de controle dos trens, a Linha 15-Prata do monotrilho (Oratório - Vila Prudente) não terá operação comercial nos dias 17 (sábado) e 18 (domingo). No período, os usuários serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência), que circularão no trecho entre as estações Oratório e Vila Prudente, até 0h do horário novo (1h do horário antigo). 

A CPTM prestará serviço ao público por uma hora a mais. Dessa forma, os passageiros poderão embarcar até a 1h de domingo, 18, do novo horário (2h do horário antigo). Vale lembrar que no domingo, todas as estações reabrem para o público no horário habitual, às 4h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.