Humorista terá de enfrentar Justiça dia 14

Promotor afirma que o candidato com a maior votação em São Paulo fará teste para comprovar se é alfabetizado ou não

, O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2010 | 00h00

Francisco Everardo Oliveira Silva, o humorista Tiririca, que 1.353.820 de paulistas elegeram deputado federal, foi citado para apresentar defesa no dia 14 perante a Justiça Eleitoral no processo em que é acusado de crime de falsidade ideológica.

Na audiência, marcada pelo juiz Aloisio Sérgio Rezende Silveira, da 1.ª Zona Eleitoral de São Paulo, Tiririca terá de escrever para ser analisado com a declaração que ele diz ter feito de punho próprio na qual afirma ser alfabetizado.

O humorista é alvo de denúncia do promotor Maurício Ribeiro Lopes. "Eu não tenho nada contra o sr. Tiririca, mas contra o estelionato eleitoral que marca o episódio. A Constituição é categórica: analfabeto é inelegível".

Para o promotor, foi uma fraude a propaganda eleitoral que elegeu um personagem que ridiculariza a democracia e o Legislativo. "Ele jamais se sentará como personagem na Câmara, mas como Everardo."

O promotor repudia a hipótese de Tiririca - ao final da demanda nas instâncias superiores da Justiça - receber o diploma com base no argumento da "vontade popular", muitas vezes usado por magistrados. "Eu tenho muito medo que transformem a Constituição num pedaço de papel", alerta Lopes.

O promotor declara que seu objetivo "não é colocar Tiririca em situação de humilhação". Ele diz que está convencido de que o palhaço "é vítima desse sistema eleitoral, os caciques do partido são os principais responsáveis".

Para Lopes, "a filiação de Tiririca é oportunista, ele não tem domicílio em São Paulo".

Filiação. Tiririca é do Partido da República (PR), fundado em 2006, fusão do PL com o Prona. A assessoria da presidência do partido não retornou o contato d a reportagem

O advogado do humorista, Ricardo Porto, avalia que as acusações que pesam contra o deputado eleito "são muito fáceis de serem rebatidas".

Porto assegura que Tiririca é sim alfabetizado. O advogado não confirmou, no entanto, o dia 14 como data marcada para a audiência na Justiça Eleitoral em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.