Índice de atrasos na aviação regular é menor em 17 meses

Balanço da Anac aponta que número caiu de 13,6%, em agosto, para 10,5% em setembro; atrasos caíram em 3%

Agência Estado,

06 Outubro 2008 | 18h36

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nesta segunda-feira, 6, que o índice de atrasos na aviação regular brasileira voltou a cair no mês de setembro para 10,5%, contra 13,6% em agosto. Esse é o menor índice de atrasos em 17 meses. Já o índice de cancelamentos de vôos em setembro de 2008 caiu para 3% ante 6,1% registrado em igual mês do ano passado.   Em nota, a agência explica que adotou o referencial de vôos com atrasos acima de 30 minutos e que compreende operações das cinco maiores companhias da aviação regular nacional - TAM, Gol, Varig, Webjet e OceanAir, que juntas detêm 98,1% do mercado doméstico brasileiro - nos 67 aeroportos administrados pela Infraero. Já o indicador de cancelamentos, também fornecido pela Infraero, considera todos os vôos previstos pela companhia e que não foram realizados.   Segundo o órgão, a Webjet, que havia reduzido o índice de atrasos em agosto, voltou a elevar seu índice em setembro para 18,6%. Segundo a Anac, as outras quatro empresas melhoraram o desempenho e a companhia mais pontual em setembro foi a Varig (7,6% de atrasos nas partidas). "A companhia, no entanto, registrou o maior número de cancelamentos (5,5%)", destaca. A OceanAir foi a empresa que registrou menor índice, com 1,9% dos vôos cancelados.

Mais conteúdo sobre:
Anac aviação crise aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.