Inglês é detido no Rio ao tentar embarcar com mil aranhas vivas

Raio-x detectou aracnídeos, que estavam em duas malas; estrangeiro pode ter de pagar multa de até R$ 4 mil

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

12 Novembro 2009 | 15h34

Um inglês foi detido na noite de quarta-feira, 11, no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, no Rio, ao tentar embarcar com cerca de mil aranhas vivas em duas malas.

 

De acordo com a PF, as aranhas foram detectadas pelo aparelho de raio-X. A prisão aconteceu com a participação de agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O inglês pode ser multado em até R$ 4 milhões.

 

O estrangeiro foi autuado e após prestar depoimento, foi liberado. Ele se comprometeu a se apresentar à Justiça Federal. A pena para esse tipo de crime ambiental pode variar entre seis meses e um ano de prisão. Por enquanto, as aranhas apreendidas ficarão no Museu Nacional, em São Cristóvão, na zona norte do Rio.

Mais conteúdo sobre:
Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.