Inglesa é detida com cocaína no aeroporto de Recife

Destino da passageira, que disse à policia que receberia US$ 3 mil, era Johanesburgo, África do Sul

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

27 Agosto 2008 | 17h44

Policiais federais prenderam na noite de terça-feira, 26, uma inglesa de 25 anos que carregava 3,1 quilos de cocaína no Aeroporto Internacional de Guararapes, em Recife, Pernambuco. Além da droga, foram apreendidos passagens aéreas, um celular e cartões de embarque.   De acordo com a PF, a prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no aeroporto. Os agentes desconfiaram de uma passageira do vôo com destino a Johanesburgo, África do Sul, devido ao seu nervosismo.   Por este motivo, ela foi convidada a acompanhar os policiais até a sala da PF e ao ser questionada sobre vários assuntos ficou extremamente tensa, começando a se contradizer nas suas respostas.   Ao revistarem a bagagem da suspeita, os agentes encontraram em um fundo falso 14 tabletes com a cocaína, que vinha da Bolívia. Após a descoberta da droga a inglesa recebeu voz de prisão em flagrante e foi levada para a Superintendência da PF.   No interrogatório ela informou que chegou no sábado, 23, em São Paulo, e recebeu a mala já pronta de um africano. Ela disse ainda que lhe foi prometido US$ 3 mil (cerca de R$ 4,9 mil)  pelo serviço.   A presa foi autuada por tráfico de entorpecentes e se for condenada poderá pegar penas que somadas ultrapassam os 20 anos de reclusão. Ela foi levada para a Colônia Penal Feminina, onde ficará a disposição da Justiça Federal.   Balanço   Só neste ano, a PF fez sete apreensões de drogas no Aeroporto Internacional dos Guararapes, onde oito pessoas foram presas, sendo quatro brasileiros, dois africanos, uma inglesa e um argentino, totalizando 18,3 quilos de cocaína apreendidos. Em 2007, a PF aprendeu 22,5 quilos de cocaína no mesmo terminal e prendeu 12 pessoas.

Mais conteúdo sobre:
tráfico PE Recife PF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.