Jornalistas de vários países foram ao estúdio

ATENÇÃO INTERNACIONAL

, O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2010 | 00h00

Jornalistas de vários países se credenciaram para cobrir o debate. Entre eles, uma equipe de uma TV búlgara - país de origem do pai da candidata petista Dilma Rousseff. As credenciais, no entanto, ficaram na mesa. Os búlgaros não apareceram. "Agora esquentou", animou-se o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), integrante da torcida da presidenciável petista, quando o tucano José Serra disse que a verde Marina Silva também havia participado do governo do mensalão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.