Juizados em aeroportos recebem 130 queixas

Destas, 55 resultaram em acordos entre as empresas aéreas e os passageiros

15 Outubro 2007 | 19h00

Os juizados especiais dos aeroportos de Brasília, Rio e São Paulo registraram 130 reclamações entre sexta-feira, 12, feriado de Nossa Senhora Aparecida, e domingo, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Destas, 55 resultaram em acordos.   O juizado do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, acumulou 45 queixas, a maioria delas relacionadas a atrasos e cancelamentos. Dezoito terminaram em acordos em audiências de conciliação. O Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, teve menor movimento. Houve 19 atendimentos, sendo que seis deles foram solucionados.   No Rio de Janeiro, os aeroportos Antonio Carlos Jobim - Galeão, na Ilha do Governador, e Santos Dumont, no centro, receberam 27 (com 16 acordos) e 13 queixas (com 2 acordos), respectivamente. No Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, das 26 reclamações registradas, 13 foram resolvidas.

Mais conteúdo sobre:
Aeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.