1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Justiça determina aumento de 7,5% a rodoviários de Porto Alegre

Lucas Azevedo - Especial para O Estado

17 Fevereiro 2014 | 22h 38

Com decisão, trabalhadores colocam fim a estado de greve

PORTO ALEGRE - Os rodoviários de Porto Alegre puseram fim, na noite desta segunda-feira, 17, ao estado de greve, depois que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os trabalhadores recebam 7,5% de aumento.

 

Outros três pontos eram tidos como cruciais para a negociação: a diminuição da contrapartida para o plano de saúde, de R$ 40,00 para R$ 10,00, o aumento do vale alimentação, de R$ 16,00 para R$ 19,00, e o fim do banco de horas, que será extinto em 31 de julho.

A categoria chegou a interromper a operação dos coletivos na capital por 15 dias. Desde o dia 10, o sindicato estava em estado de greve, aguardando pela decisão da Justiça, que julgaria o dissídio.

"Dissemos não para o patrão, negando a oferta durante a assembleia, não para o TRT. Nossa categoria mostrou unidade, mobilização e luta, que com certeza não vai acabar com o dissídio. Foram 15 dias de uniformidade", destacou Alceu Weber, integrante da comissão de negociação dos rodoviários.

A categoria diz que agora vai trabalhar para a redução da carga de trabalho, de 40 horas semanais para 36 horas.