1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Justiça do Rio decreta prisão preventiva de acusado de jogar ex-noiva do terraço

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

05 Fevereiro 2014 | 11h 43

Leonardo Carvalho Oliveira, de 25 anos, é suspeito de matar Nívia de Almeida, de 24, na madrugada do ano-novo

RIO - A 4ª Vara Criminal de São Gonçalo do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decretou a prisão preventiva de Leonardo Carvalho Oliveira, de 25 anos, acusado da morte da ex-noiva, Nívia de Almeida, de 24, na madrugada do ano-novo. Na decisão também foi autorizada a quebra do sigilo telefônico de Oliveira.

Na madrugada de 1º de janeiro, Nívia foi empurrada do terraço da própria casa, no bairro do Rocha em São Gonçalo, cidade da região metropolitana, depois que a casa foi invadida por Oliveira. O ex-noivo chamou os bombeiros e, inicialmente, declarou à polícia que Nívia teria caído após tentar pegar uma roupa no varal. Logo em seguida, alterou a versão, afirmando que Nívia teria cometido suicídio.

Contra ele, já constavam duas ocorrências registradas na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Niterói, por agressão a uma ex-namorada. Na decisão, a 4ª Vara Criminal destaca que é "[...]evidente que o acusado, uma vez em liberdade, pode vir a atemorizar as testemunhas, o que prejudicaria a livre instrução criminal. Cumpre salientar que o crime atribuído ao réu é grave e choca a sociedade pela brutalidade, o que abala a ordem pública local, exigindo do Judiciário pronta resposta".