Líder do governo no Senado tenta esvaziar plenário até o fim do 2º turno

Embora a presidente em exercício do Senado, Serys Slhessarenko (PT), tenha declarado que pretende retomar as votações em plenário no dia 20, a previsão é de que não haja quórum para as sessões. O líder do governo, Romero Jucá (fot0), do PMDB, orientou os senadores da base aliada a não comparecer à Casa na próxima semana. Nos bastidores, a orientação é de que os governistas esvaziem o Senado a fim de impedir a oposição de transformar a Casa em palanque paralelo à disputa presidencial. Além disso, a ausência do presidente da Casa, José Sarney (PMDB), contribui para o adiamento das votações. Entretanto, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Demóstenes Torres (DEM-GO), diz que abrirá a reunião do colegiado nesta quarta-feira.

, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.