Lucio Tavora/Agência A Tarde
Lucio Tavora/Agência A Tarde

Lula viaja como ''ajudante'' de Dilma

Na Bahia, ele visita obra que não pôde inaugurar

, O Estado de S.Paulo

21 Julho 2011 | 00h00

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou ontem, pela Bahia, a sua primeira viagem pelo País depois de deixar o governo definindo-se como "um ajudante da presidente Dilma" e dizendo que tem "plena convicção na competência dela".

Em Feira de Santana, a 110 quilômetros de Salvador, ele visitou o Hospital da Criança - obra concluída em agosto passado e que, como presidente, não conseguiu inaugurar por causa do mau tempo no dia. "Ainda tem muita coisa a ser feita", avisou, sobre o futuro do País. Segundo o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que o seguiu durante todo o dia, Lula não vai deixar de fazer política. "Ele continuará rodando o País e defendendo o projeto em que acredita."

Antes de Feira de Santana, Lula passou por Santo Amaro da Purificação, onde visitou a matriarca da família Veloso, dona Canô, de 103 anos. Sua eleitora fiel desde 1989, recém-recuperada de uma traqueobronquite, ela o recebeu com uma fritada de maturi (castanha de caju verde) e lhe entregou o projeto de despoluição do Rio Subaé, que atravessa a região.

Após a visita, Lula cumprimentou um grupo de pessoas mas se esquivou dos jornalistas. De Feira de Santana ele foi a Salvador, reunir-se com lideranças aliadas do governador e debater estratégias para 2012. Hoje ele participa do lançamento do Plano Agrícola da Bahia 2011-2012 e segue depois para o Recife. / TIAGO DÉCIMO, ENVIADO ESPECIAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.