Mais de 800 caminhões atolados em MT

Mais de 800 caminhões e carretas estão parados, impedidos de trafegar na MT-100 em conseqüência dos atoleiros e buracos provocados pelas chuvas. A maioria dos carros parados transportava soja para o terminal rodoviário da Ferronorte, responsável pelo escoamento dos grãos do Mato Grosso pela ferrovia. A estrada está bloqueada desde esta segunda-feira em virtude do protesto dos motoristas que reivindicam melhorias na rodovia estadual, que liga o município de Alto Taquari, região sul de Mato Grosso, ao Estados de Goiás e Mato Grosso do Sul. Responsável pelo transporte diário de até sete mil toneladas de grãos, as péssimas condições da rodovia comprometem o funcionamento do terminal da Ferronorte em Alto Taquari. Pela MT-100 é escoada praticamente metade da produção de soja do Estado, o equivalente a cinco milhões de toneladas de grãos. A rodovia, que é de responsabilidade do governo do Estado, só deve ser liberada na manhã desta quarta-feira. Segundo o secretário de Transporte de Alto Taquari, Irineu Bianchini, os motoristas estão dispostos a permanecer no local em protesto pelas péssimas condições da rodovia. "A prefeitura já tinha reivindicado junto ao governo do Estado a recuperação da rodovia, mas, por causa da demora, o trecho estava sendo encascalhado com recursos do próprio município", disse ele. Dos cerca de oito quilômetros da rodovia que estão totalmente comprometidos, a prefeitura já havia recuperado aproximadamente quatro quilômetros. Nos últimos dias, contudo, em virtude das chuvas, boa parte das obras de encascalhamento da rodovia também acabou sendo prejudicada.

Agencia Estado,

23 Julho 2002 | 21h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.