Mais um caixa eletrônico é explodido por criminosos na Grande Curitiba

Região Metropolitana do Paraná já teve 15 ataques semelhantes somente neste mês

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2012 | 15h29

CURITIBA - Mais um caixa eletrônico foi explodido na manhã desta sexta-feira, 20, na região metropolitana de Curitiba, o 15º ataque a esses alvos desde o início do ano. Desta vez atingiu o equipamento instalado no Supermercado Wessling, que fica no Bairro Campina da Barra, em Araucária.

 

O estabelecimento teve grandes estragos, mas ninguém ficou ferido. Os quatro acusados do crime, que estavam encapuzados e armados com revólveres e pistolas, conseguiram fugir em um carro.

Os assaltantes chegaram às 8 horas, assim que o supermercado havia sido aberto, como tem sido costumeiro nos ataques aos caixas do Banco 24 Horas colocados nesses estabelecimentos. Poucas pessoas estavam dentro e foram facilmente rendidas e levadas para os fundos.

 

Em menos de cinco minutos eles fizeram voar a porta do cofre, com cerca de 150 quilos, roubaram o dinheiro e desapareceram. Deixaram para trás a destruição de parte do forro e um abalo na estrutura da construção, inclusive com rachaduras nas paredes.

O proprietário do mercado, Rosnei Wessling, disse que, com medo dos ataques, já solicitara a retirada do caixa eletrônico, mas ainda não havia sido atendido. A polícia conta com imagens do circuito de segurança para tentar identificar os assaltantes.

 

Força-tarefa. Na tentativa de prevenir ataques e prender quadrilhas que têm atuado em roubos tanto com uso de maçaricos quanto de dinamites, a Secretaria da Segurança Pública do Estado constituiu uma força-tarefa com a participação do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil, e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.