Manifestações causam bloqueios em 50 rodovias de 18 Estados

O maior alvo dos protestos foram rodovias federais, 32 do total; polícia rodoviária evitou uso da força e negociou liberação de pistas

O Estado de S. Paulo

12 Julho 2013 | 00h03

Os protestos bloquearam 50 rodovias em 18 Estados. A maior parte das interdições ocorreu pela manhã - às 23h não havia mais bloqueios. O maior alvo das manifestações foram rodovias federais - 32. Apesar de o governo admitir até uso da força pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), optou-se pelo diálogo. Os manifestantes liberaram espontaneamente as pistas.

Os protestos atingiram algumas das principais estradas do País, como a BR-101, que cruza do Sul ao Nordeste. Houve problemas na Bahia, na Paraíba, em Sergipe e Santa Catarina, com filas nos dois sentidos. No maior protesto, que reuniu 12 entidades sindicais catarinenses às 15h30, cerca de 1.500 manifestantes de Joinville, Brusque, Blumenau e de outras cidades do litoral bloquearam a rodovia no km 117, em Itajaí.

São Paulo. Uma liminar da Justiça Federal de São Paulo proibia na quinta-feira o bloqueio de tráfego nas rodovias federais do Estado pela Força Sindical e pela União Geral dos Trabalhadores. O pedido foi ajuizado pela Advocacia-Geral da União (AGU). No caso, o descumprimento da medida prevê multa de R$ 100 mil por hora. Apesar disso, as estradas paulistas também tiveram manifestações.

Um bloqueio na noite de na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), em Embu das Artes, terminou em confusão e confronto, com pelo menos quatro feridos. Os manifestantes fecharam as duas pistas da estrada, queimando paus e pneus sobre a pista.

De acordo com os manifestantes, a Polícia Militar usou bombas de gás para dispersar o grupo. Segundo a PRF, cerca de 1.500 pessoas participavam da manifestação, incluindo integrantes dos Movimentos Passe Livre (MPL) e dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Eles liberaram as pistas por volta das 19h50, mas equipes da concessionária trabalhavam na limpeza. Havia 5 km de filas.

Pela manhã, os principais atos nas estradas ocorreram na Via Dutra.

Às 6h30, os trabalhadores da General Motors (GM) de São José dos Campos interditaram do km 143 ao km 149, nos dois sentidos. No mesmo horário, começou uma passeata em Guarulhos, que reuniu 2 mil pessoas, na contagem da PM. O grupo foi até a rodovia, fez a volta na Fernão Dias e encerrou a marcha na Dutra às 12h.

No Estado, houve ainda registro de bloqueios nas Rodovias Marechal Rondon, Geraldo de Barros (SP-304), Transbrasiliana, Anhanguera, Anchieta e Miguel Melhado Campos (SP-324) / AYR ALISKI, BRUNO DEIRO, JOSÉ MARIA TOMAZELA, LUCIANO BOTTINI FILHO e JÚLIO CASTRO, ESPECIAL PARA O ESTADO

Mais conteúdo sobre:
protestos bloqueios estados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.