Fernando Frazão/Divulgação
Fernando Frazão/Divulgação

Manifestantes protestam contra o governador do Rio, Sérgio Cabral

200 pessoas caminharam até o Palácio Guanabara, sede do governo do Estado

Marcelo Gomes - O Estado de S.Paulo,

14 Julho 2013 | 19h23

RIO DE JANEIRO - O Palácio Guanabara, sede do governo do Rio, é palco de mais um protesto. Cerca de 200 manifestantes saíram às 18h15 do Largo do Machado e caminharam cerca de um quilômetro pelas ruas das Laranjeiras e Pinheiro Machado, onde fica o palácio. Neste momento eles estão sentados na pista em frente ao prédio, no sentido Botafogo. A pista sentido Laranjeiras está aberta ao tráfego.

Com capacetes e escudos, 40 policiais do 2ºBPM (Botafogo) acompanharam a caminhada, que foi pacífica. Ao chegarem ao Palácio Guanabara, os manifestantes se depararam com mais de 100 PMs e alguns bombeiros de prontidão.

Sem muros, a sede do governo está protegida por duas barreiras de cercas metálicas atrás do cordão de isolamento feito pelos PMs. Com megafone, um policial disse que a PM estava aqui ali garantir que a manifestação seja pacífica. Foi vaiado.

Outra barreira de policiais em frente à Casa de Saúde Pinheiro Machado visa a impedir que a unidade seja novamente invadida, como ocorreu no protesto da última quinta-feira. Na ocasião, a polícia lançou bombas de gás no local, o que deixou pacientes em pânico.

Os manifestantes gritam palavras de ordem contra o governador Sérgio Cabral (PMDB), o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e a imprensa: "Fora imprensa fascista!" e "Fora Cabral" são algumas das frases gritadas em coro. Ao contrário de outros protestos, não há pessoas com máscaras e nem com rosto coberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.