Maternidade da Santa Casa de Mogi fecha após oito mortes

Suspeita inicial da Vigilância Sanitária é de que os bebês tenham sido vítimas de infecção hospitalar

Central de notícias,

20 Novembro 2009 | 14h46

A maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, está fechada desde a última segunda-feira, 16, após a morte de oito bebês. As mortes registradas no hospital somente em novembro estão acima da média mensal de três óbitos. Desde quarta-feira, 18, a Vigilância Sanitária Estadual realiza inspeções no local para apurar as causas das mortes. A suspeita inicial é que os bebês tenham sido vítimas de infecção hospitalar.

 

Informações preliminares da Prefeitura de Mogi aponta que nesta sexta-feira, 20, seis crianças estão na UTI neonatal aguardando transferência ou alta médica. Desde a última segunda à noite, as mães que chegam à Santa Casa são encaminhadas ao hospital particular Santana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.