Meia do Vasco nega ter sofrido agressão de traficantes no Rio

Em depoimento à polícia, jogador desmentiu incidente no Complexo da Maré, na zona norte

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

29 Abril 2013 | 19h10

RIO - O meia Bernardo, do Vasco, que teria sido agredido no último dia 21 a mando de um traficante do Complexo da Maré, na zona norte do Rio, devido ao envolvimento com a namorada dele, prestou depoimento nesta segunda-feira à 21ª DP (Bonsucesso). Segundo a polícia, ele confirmou que estava na Maré naquele dia, mas negou ter sido agredido e disse que não conhece a namorada do traficante.

Dayana Rodrigues, suposta namorada do traficante Marcelo Santos das Dores, o “Menor P”, foi torturada e levou cinco tiros de raspão. Ferida, foi conduzida a um hospital na Ilha do Governador (zona norte) e, no dia 22, transferida ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, de onde teve alta na quinta. Bernardo cogita falar com a imprensa nesta terça-feira. A polícia ainda investiga o caso.

Mais conteúdo sobre:
Bernardo agressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.