Ong Rio de Paz/Reprodução
Ong Rio de Paz/Reprodução

Menino de 4 anos é baleado na rua, quando ia para a igreja, no Rio de Janeiro

João Pedro Soares da Costa seguia acompanhado pelo pai quando o disparo o atingiu nas costas; ele foi internado em estado grave

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2018 | 01h23

RIO - Uma criança de 4 anos foi ferida por uma bala perdida em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na noite desta quarta-feira, 7. Ela sobreviveu, mas estava internada em estado grave até as 23h30 desta quarta-feira. O caso ocorre um dia depois de um adolescente de 13 anos morrer atingido por uma bala perdida durante um confronto entre policiais e criminosos no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro.

+ Após dia violento no Rio, polícias ocupam Cidade de Deus

João Pedro Soares da Costa, de 4 anos, mora na Favela da Linha, no bairro Rio do Ouro, e seguia para a igreja acompanhado pelo pai. Os dois caminhavam quando o menino foi atingido nas costas por uma bala. Levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, no bairro Colubandê, ele foi internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) pediátrico. O pai saiu ileso.

Não havia confronto entre policiais e criminosos nas imediações. Segundo a polícia, um automóvel teria entrado na favela com vidros fechados e faróis apagados. Traficantes que controlam o acesso à comunidade atiraram. Um dos tiros teria atingido João Pedro. Os atiradores não foram localizados.

+ Criminosos matam criança de três anos em tentativa de assalto no Rio

Outros casos. Uma menina de 3 anos e um adolescente de 13 foram mortos a tiros nesta terça-feira em mais um dia marcado por assaltos, tiroteios e interrupção de trânsito em importantes vias da cidade. A criança foi fuzilada em um assalto e o rapaz, alvejado durante uma operação policial contra criminosos. 

Na noite do último sábado, outra bala perdida matou um idoso de 85 anos na mesma comunidade. Elias da Silva Barboza caminhava enquanto policiais militares suspeitaram dos ocupantes de um caminhão carregado com colchões que entrava na favela da Linha. A carga havia mesmo sido roubada, e os criminosos reagiram à abordagem policial. Na troca de tiros, o idoso foi atingido. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.