Secretaria de Saúde de Goiás
Secretaria de Saúde de Goiás

Menino pula muro para pegar pipa e tem 90% do corpo queimado em GO

Garoto de 11 anos entrou em subestação de energia e encostou em fio energizado; seu estado de saúde é considerado gravíssimo

Marília Assunção, Especial para o Estado

18 Julho 2017 | 14h05

GOIÂNIA - Um menino de 11 anos de idade está internado em estado gravíssimo após sofrer queimaduras em 90% do corpo em Goiânia nesta segunda-feira, 17. O garoto saltou o muro e entrou dentro de uma subestação de energia elétrica da Companhia Energética de Goiás (Celg), no Jardim Atlântico. Ele pretendia resgatar uma pipa, mas encostou em um dos diversos fio energizados do local e recebeu forte descarga elétrica. 

Carlos Eduardo foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros em estado de confusão mental, mas consciente. Vídeos gravados por moradores da região durante o resgate registraram o momento em que ele é enrolado em manta térmica por um médico em um ambulância. O menino foi levado para a unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol).  

A mãe, Rosineide de Oliveira, foi avisada por outros garotos que também brincavam de soltar pipa e que viram quando Carlos Eduardo ficou preso na fiação dentro da subestação. Ela disse que ficou sem prestar atenção nele por 30 minutos. 

A Celg informou que, além de murada, a área é toda sinalizada sobre a proibição de entrar e os perigos. A empresa divulgou que está acompanhando o caso. 

Morte

Os riscos de soltar pipa são muitos. Além do uso de linhas cortantes, que são proibidas e combatidas pela Polícia Militar em Goiás por causa de pedestres e motociclistas feridos e até mortos, têm sido comuns acidentes de trânsito causados pela distração da brincadeira e outros exemplos graves.

Em Itumbiara, no sul de Goiás, dois rapazes se desentenderam e um atirou no outro, matando o rapaz. Tudo porque a linha da pipa dele foi cortada pela do outro. Kenilis Silva, de 18 anos, foi baleado na barriga por um vizinho de 19. A briga por causa de pipas aconteceu na terça-feira passada, 11.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.