Ministro admite ''falha'' em obra, mas nega irregularidade

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, admitiu ontem falha na elaboração do projeto de obras da BR-101, no Rio, que levou a aditivos de R$ 52 milhões. "Pode ter havido falha no projeto original." Passos, porém, negou irregularidade na liberação de recursos em 2010 para essa rodovia (cuja verba dobrou em um ano) e para as BR-317 e BR-265. As obras foram feitas por empresas que fizeram doações ao PR, segundo a revista IstoÉ. Passos deu os esclarecimentos em uma coletiva, pela manhã, e em nota oficial, à tarde.

, O Estado de S.Paulo

17 Julho 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.