Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Moradores da Rocinha relatam mortes dentro da comunidade

Confronto teria ocorrido entre policiais e integrantes de organização criminosa

O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2017 | 04h16
Atualizado 07 Dezembro 2017 | 10h01

Moradores da Rocinha, zona sul do Rio de Janeiro, relataram a morte de duas pessoas na noite desta quarta-feira, 6, dentro da comunidade. O confronto teria ocorrido na Rua Dois entre policiais e integrantes de uma organização criminosa.

++ Traficante tentou mudar fisionomia para não ser preso

O aviso foi publicado em redes sociais mantidas pelos próprios moradores da região. Um dos grupos relata um total de três mortos, sendo um mototaxista. "Conseguiram acabar com nossa comunidade", disse uma moradora na rede.

Em nota, a Polícia informa que equipes do BOPE e do Batalhão de Polícia de Choque em operação na Comunidade da Rocinha avistaram homens armados na rua dois.

De acordo com o texto, quando os criminosos perceberam a presença dos militares atiraram contra eles. Houve confronto e dois homens ficaram feridos. Eles foram socorridos ao Hospital Miguel Couto, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Foram apreendidas duas pistolas, uma granada e drogas. 

Durante o dia, logo após a prisão de Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, moradores relataram tiroteio na comunidade, mas a polícia não confirmou a informação. No local, o clima era de apreensão diante da instabilidade no comando do tráfico de drogas. Segundo relatos, o traficante já tinha designado outra pessoa, ainda desconhecida, para ficar no lugar dele.

++ Veja o momento da prisão de Rogério 157

Mande sua notícia - Quais problemas você enfrenta no trânsito e no caminho para o trabalho? O metrô parou? Viu uma manifestação na cidade? Presenciou um acidente ou algo inusitado? Fotografou ou filmou um fato e quer compartilhar? Os usuários de WhatsApp podem agora usar o aplicativo para colaborar com o Estado. Envie vídeos, fotos ou apenas o seu relato ou ideia de pauta pelo número (11) 9-7069-8639. Suas sugestões serão apuradas por um repórter e podem ajudar as pessoas. Participe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.