1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Moradores do Complexo do Alemão fecham estrada em protesto

Clarissa Thomé - O Estado de S. Paulo

11 Março 2014 | 20h 37

Polícia dispersou manifestantes, que protestavam contra prisões, com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha. Via foi reaberta às 20h

RIO - Um protesto de moradores do Complexo do Alemão na tarde desta terça-feira, 11, provocou o fechamento da Estrada do Itararé, na favela da Grota. Um ônibus foi depredado e pneus, queimados. A polícia dispersou os manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha.

A estrada foi fechada por amigos e parentes de Kleyton da Rocha Afonso e Halam Marcílio Gonçalves. Eles foram presos na segunda-feira, em uma operação da polícia civil para cumprir mandados de prisão no Complexo, onde três policiais militares foram mortos no último mês. As famílias dizem que os rapazes não têm envolvimento com o tráfico de drogas.

O clima ficou tenso no local. Os moradores depredaram um ônibus e tentaram incendiá-lo, mas foram impedidos pela polícia. O motorista de um caminhão de combustível, assustado, deixou o local e abandonou o veículo atravessado na pista. Também houve tentativa de ataque ao veículo, mas também foram dispersados por policiais.

Homens do Batalhão de Choque da PM e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil reforçaram o policiamento no local. A estrada foi reaberta por volta das 20 horas, mas o movimento era pequeno no local.