Polícia Rodoviária Federal
Polícia Rodoviária Federal

Mortes em rodovias federais sobem 30% no carnaval, diz PRF

Dado preliminar indica que 106 pessoas morreram nas estradas do País neste feriado, contra 81 em 2016; balanço final será divulgado na quinta

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

01 Março 2017 | 11h22

SOROCABA - Entre a zero hora de sexta-feira, 24, e a meia-noite de segunda-feira, 27, foram registradas 106 mortes em rodovias federais de todo o País, conforme dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O número, ainda parcial, é 30% maior do que no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 81 mortes.

A PRF segue com a Operação Carnaval até a meia-noite desta Quarta-Feira de Cinzas, 1º, quando serão apurados os números finais. 

Os agentes contabilizaram também números elevados de infrações de trânsito. Nos quatro primeiros dias do carnaval, foram registrados 6.989 flagrantes de ultrapassagem proibida, aumento de 16% em relação ao mesmo período de 2016, quando 6.009 motoristas foram flagrados cometendo a infração. Isso apesar de terem sido aumentados os valores da multa para esse tipo de infração.

Segundo a PRF, a ultrapassagem proibida, associada ao excesso de velocidade, responde por 30% das mortes em rodovias federais. Foi o que aconteceu no sábado, 25, na BR-452, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, quando um automóvel tentou uma ultrapassagem e bateu em outro carro e numa carreta. Cinco pessoas morreram e uma ficou ferida.

Até a meia noite de segunda-feira, a PRF fiscalizou 143 mil pessoas em rodovias do País todo. A operação prossegue, com 1,2 mil viaturas posicionadas nas estradas, das quais 200 com radares móveis, até a noite da noite desta quarta. O balanço final da operação será divulgado na tarde de quinta-feira, 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.