1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Motorista que morreu após ser atingida por viaduto salvou a filha

Alex Capella - Especial para O Estado

04 Julho 2014 | 20h 46

Hanna Cristina, de 24 anos, teria dito à criança para ir para a parte de trás do ônibus momentos antes do acidente

BELO HORIZONTE - "Vai para a parte de traseira do ônibus", teria dito a motorista Hanna Cristina, 24 anos, segundo testemunhas, à filha, de 5 anos, pouco antes de ser atingida pelo viaduto que caiu sobre a Avenida Pedro I, em Belo Horizonte.O desabamento da estrutura matou duas pessoas e deixou outras 22 feridas.

No enterro de Hanna, que aconteceu nesta sexta-feira, 4, o clima era de muita revolta entre familiares e amigos. Ela foi sepultada às 17h30, sob aplausos, no cemitério Bosque da Esperança, próximo ao local do acidente.

Clayton de Souza/Estadão
Pelo menos oito viaturas dos bombeiros, além de policiais militares e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram mobilizadas para atender à ocorrência

Carro. Um veículo de passeio também foi esmagado pelo viaduto. Após horas de trabalho, o corpo de Charlys Frederico Moreira do Nascimento, de 25 anos, foi resgatado. Nascimento foi enterrado por volta das 17h40 desta sexta-feira, 4, em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de BH, onde morava.