1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

MPL convoca atos em SP, RJ e BH contra o aumento da tarifa

- Atualizado: 05 Janeiro 2016 | 18h 52

Protestos ocorrerão simultaneamente nas três capitais nesta sexta-feira, 8, contra o reajuste da passagem de ônibus, metrô e trem

SÃO PAULO - O Movimento Passe Livre (MPL) convocou protestos para a próxima sexta-feira, 8, em três capitais do País contra o aumento da tarifa de ônibus, metrô e trem. Em São Paulo, a data da manifestação ocorre na véspera do reajuste, que começa a valer neste sábado, 9, e amplia a tarifa de R$ 3,50 para R$3,80. O protesto começa às 17 horas com saída do Theatro Municipal, no centro da capital, a metros da sede da Prefeitura.

O evento foi convocado pelas redes sociais e até 14 horas desta terça-feira tinha 12 mil pessoas confirmadas e 8 mil interessadas. O trajeto não foi divulgado pelo grupo. Na capital paulista, o MPL terá apoio dos estudantes secundaristas que recentemente ocuparam escolas contra a reorganização escolar proposta pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). 

 Pichações e cartazes foram espalhados pela Avenida Paulista, na região central de São Paulo, em protesto contra o aumento das tarifas de ônibus, metrô e trem

 Pichações e cartazes foram espalhados pela Avenida Paulista, na região central de São Paulo, em protesto contra o aumento das tarifas de ônibus, metrô e trem

No dia 30 de dezembro, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e Alckmin anunciaram o reajuste da tarifa no ônibus, trem e metrô de São Paulo. O aumento será de 8,6% e vai ficar abaixo da inflação, já que a previsão do Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) é de 10,72%. Com o aumento, as tarifas de integração devem subir de R$ 5,45 para R$ 5,92.

Também na próxima sexta-feira ocorrerá um ato do MPL no Rio de Janeiro. Marcado para as 17 horas, o protesto começa na Cinelândia, nome popular da região do entorno da Praça Floriano, no centro da cidade. Até a tarde desta terça-feira, 6,2 mil participantes haviam confirmado presença e outros 5,4 mil manifestaram interesse. No Rio, a tarifa subiu no último sábado, dia 2, de R$ 3,40 para R$ 3,80, o que representa um avanço de 11,7%.

Em Belo Horizonte, a tarifa passou de R$ 3,40 para R$ 3,70 no último domingo, 3, sofrendo aumento de 8,82%. Foi o terceiro reajuste em um ano. Os militantes do MPL da capital também convocaram um ato para a próxima sexta-feira. Será às 18 horas com saída da Praça Sete, no centro. No evento, três mil pessoas confirmaram presença e outras 3,3 mil têm interesse em participar.

Confira o preço da passagem de ônibus nas capitais do País
José Patrício/Estadão
Passagens de ônibus nas capitais do País

Várias cidades do País aproveitam o início do ano para reajustar a tarifa do transporte público. Em São Paulo, o anúncio do aumento foi feito pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no fim de 2015. Confira a seguir o preço da passagem nas capitais brasileiras e prepare o bolso:

Histórico. A última vez que houve aumento no valor das passagens de ônibus, metrô e trem foi em janeiro deste ano, quando a tarifa subiu de R$ 3 para R$ 3,50, após ter ficado mais de um ano congelada.

Em 2013, uma série de protestos do Movimento Passe Livre (MPL) marcou o anúncio de aumento nas tarifas de transporte público, que, à época, seria de R$ 3 para R$ 3,20, e os dois governos resolveram recuar. Na ocasião, Haddad também resolveu contratar uma auditoria para analisar o sistema municipal de transporte e avaliar o reajuste necessário.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX