Mudança de local do discurso frustra fãs do presidente

Com discrição, a Embaixada dos Estados Unidos e o governo do Rio reduziram os esforços de divulgação do discurso de Barack Obama na cidade, frustrando os que esperavam ouvi-lo.

Bruno Boghossian e Márcia Vieira, O Estado de S.Paulo

19 Março 2011 | 00h00

Durante a semana foram espalhados cartazes e as redes sociais convidaram espectadores para o evento "aberto e gratuito", para evitar que a Cinelândia ficasse vazia no domingo. Só na tarde de ontem, depois de se saber que o discurso seria dentro do Theatro Municipal, foram divulgados os novos planos. Até as 14 horas, a página da Embaixada Americana no Facebook ainda convidava: "Venha dar as boas-vindas ao presidente Obama!"

O cancelamento desarticulou a caravana de alunos da Educafro, ONG que defende cotas nas universidades. Dos nove ônibus que partiriam hoje de Minas e São Paulo, só um irá ao Rio. Outros cinco partirão da periferia do Rio.

Quem viajar pode entrar no teatro: a Educafro recebeu convites para o discurso. Com o esquema de segurança suspenso, o metrô e o comércio na área vão funcionar normalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.