1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Mulher é presa após sequestrar o neto e tentar fugir para o Uruguai

Rene Moreira - Especial para O Estado

11 Abril 2014 | 11h 15

Ela foi localizada pela polícia ao atravessar a fronteira para receber a sua aposentadoria

FRANCA - A polícia de Santana do Livramento (RS), na divisa do Brasil com o Uruguai, prendeu a aposentada Dalva de Oliveira, de 63 anos, acusada de sequestrar o neto, de 4 anos, em Franca (SP), quando ele tinha menos de um ano de idade. Ela foi flagrada na quarta-feira, 9, ao atravessar a fronteira para receber sua aposentadoria na cidade brasileira. Dalva vivia no município uruguaio de Rivera.

A mulher vinha sendo procurada há mais de três anos desde que desapareceu com a criança após perder a guarda na Justiça para sua nora Daniela da Silva Murari. A disputa aconteceu após o filho da aposentada se separar da mulher, ocasião em que a guarda da criança ficou com a avó. Depois disso, houve o recurso da mãe que conseguiu retomar a guarda.

Antes de devolver o neto, a avó sumiu e chegou a ser localizada em São Paulo no ano passado, mas alegou que não estava mais com a criança e desapareceu de novo. Dessa vez, ela e o garoto acabaram localizados. A criança está em poder do Conselho Tutelar aguardando os trâmites legais para ser entregue à mãe.

Prisão. A aposentada também continua em Santana do Livramento, presa na penitenciária local enquanto espera ser transferida para Franca. Ao ser detida ela alegou que queria o melhor para o menino e que fugiu porque temia por sua segurança uma vez que a nora é de família de policiais.

  • Tags: