Mulher foragida é presa ao visitar marido na prisão

Camila Marques Margato é acusada de seqüestro e outros crimes ligados ao PCC

Sandro Villar, do Estadão,

28 Outubro 2007 | 17h04

No início da tarde deste sábado, 27, policiais civis de Dracena, no interior de São Paulo, prenderam Camila Marques Margato, 26, foragida havia seis anos. Ela foi capturada na portaria da Penitenciária de Presidente Bernardes, onde foi visitar o marido Abel Pacheco de Andrade, conhecido como "Vida Louca". Ele é um dos líderes do PCC e cumpre pena de 30 anos de prisão. Camila portava documentos falsos em nome de Ana Carolina dos Santos.   Acusada de participar de um seqüestro e outros delitos, ela foi condenada a cinco anos e quatro meses de prisão pela Justiça de Praia Grande, para onde deverá ser transferida. Por motivo de segurança, a polícia não informou a data da transferência. Levada para a Delegacia Central de Dracena, Camila foi enviada no domingo para a Cadeia Feminina de Tupi Paulista.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Tráfico Prisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.