1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Mulheres organizam ato contra quem acha que mostrar corpo justifica abuso

Mônica Reolom - O Estado de S. Paulo

28 Março 2014 | 18h 58

'A ideia é que a gente tire a roupa e se fotografe, da cintura para cima, com um cartaz tapando os seios', diz a página no Facebook. Pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 27, motivou reação

Atualizada às 22h50

SÃO PAULO - Mulheres de todo o Brasil fizeram um protesto nesta sexta-feira, 28, no Facebook, contra o resultado da pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que mostra que 65% dos brasileiros acham que mulher que mostra o corpo merece ser estuprada. Clique aqui para ler sobre a pesquisa.

"Você não concorda com isso? Nem eu! Então bora mostrar o corpo pra mostrar o quão revoltadas estamos?", convocava o texto do evento na rede social que, até as 21h36 desta sexta-feira, tinha a adesão de 18,9 mil.

"A ideia é que a gente tire a roupa e se fotografe, da cintura para cima, com um cartaz tampando os seios com os dizeres 'Eu também não mereço ser estuprada' e postemos, todas juntas, ao mesmo tempo, online", explicava a página.

As mulheres começaram a postar as fotos às 20 horas com a hashtag #EuNãoMereçoSerEstuprada.

Como o objetivo é protestar, as organizadores estimulam as mulheres a postarem fotos como se sentirem à vontade: "de burca, de roupa de futebol, de biquíni".

Em meio às manifestações, homens e mulheres postaram fotos ironizando o protesto. A página saiu do ar pouco antes das 23 horas.