Mulheres são espancadas na Baixada Fluminense e idosa morre

Havia suspeita de que vítima tinha sido estuprada em Guapimirim, mas laudo não deu indícios do crime

Priscila Trindade e Marcela Gonsalves, Central de Notícias

28 Março 2011 | 13h33

SÃO PAULO - Uma idosa de 84 anos morreu após ter sido espancada dentro do sítio onde morava, na madrugada de domingo, no município de Guapimirim, na Baixada Fluminense. Havia a suspeita de estupro, mas laudo emitido pelo Instituto Médico Legal (IML) confirmou apenas traumatismo torácico e facial, além de fratura nas costelas, sem indícios de violação sexual.

 

A vítima estava acompanhada de uma mulher de 51 anos, que também foi agredida e está internada em estado de choque no Hospital Geral de Guapimirim. As duas foram socorridas, por volta das 8 horas, na Estrada da Cotia, mas a idosa não resistiu aos ferimentos.

 

Informações iniciais apontam que nada foi roubado da casa. O caso foi registrado na 65ª Delegacia de Polícia, em Magé. A polícia investiga o caso e aguarda que a mulher que presenciou o crime tenha alta para prestar depoimento. Ainda não há suspeitos do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.