1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Neto que virou 'pai' da avó com Alzheimer comove famílias

O Estado de S. Paulo

27 Abril 2014 | 17h 10

Reportagem foi curtida por quase 50 mil internautas no Facebook em menos de 24 horas e recebeu cerca de dois mil comentários

SÃO PAULO - A história do estudante Fernando Aguzzoli, que largou a faculdade e o emprego para cuidar da avó com Alzheimer, comoveu muitas famílias.

A reportagem "A história do neto que virou 'pai' da avó" foi publicada no Estadão deste domingo, 27. Desde que foi postada no Portal do Estadão na noite de sábado, 26, despertou grande polêmica na internet, com milhares de comentários elogiando a atitude.

Em menos de 24 horas, a reportagem foi curtida por quase 50 mil internautas, recebeu cerca de dois mil comentários e foi recebida por mais de 1,6 milhão de pessoas só no Facebook.

O jovem passou a cuidar da avó em janeiro de 2013, aos 21 anos. A avó Nilva Aguzzoli, de 79 anos, que ficou conhecida no Facebook como Vovó Nilva, passou a ter o neto como cuidador em tempo integral.

Ambos passaram a escrever um livro, que sairá em setembro com histórias cotidianas destinadas a mostrar a outras famílias como lidar com diversas situações vividas por um paciente com a doença.

Confira alguns dos comentários dos internautas sobre o neto que virou 'pai' da avó:

Antonia Mineiro: Minhas sobrinhas me acolheram e me provém de tudo que é necessário. E eu num sou tão velha assim. E elas cuidam de mim com todo zelo e carinho. Estes gestos tem que ser divulgados, sim.

Cicero Antonio Simões Paranhos: Bons exemplos tem mesmo que se tornar públicos. Estamos vivendo num mundo tão insensível que virtudes são exceções.

Rita Katia T. A. de Lima: Tão raro. Vou comprar seu livro, pois o mais comum é ver netos maltratando avós, na verdade nunca soube de um neto deixar sua vida de lado para cuidar da vovó. Se este amor for gratuito mesmo, você está de parabéns.

Fabio Rocha: Tranquei a faculdade de Física para tomar conta do meu pai que não está bem. Ele tem 79 anos e em 5 de maio vai se submeter a uma Cranioplastia (sua 5° cirurgia), finalizando para a colocação de um marca-passo. Minha querida mãe faleceu em novembro de 2011. Esse foi o ano em que entrei na faculdade e, quando eu entro, mãezinha é diagnosticada de um câncer raro e agressivo. Mamãe desencarnou deixando muitas saudades.

Picinin Silvana: Esse rapaz é um amor de neto e deve ser um filho exemplar. Faz sociologia, preocupa-se com o próximo. É muito triste perceber o julgamento de muitos, dizendo ser por dinheiro. Por dinheiro, paga-se cuidadores, enfermeiras ou coloca-se em asilos e usufrui do dinheiro. Pensem!

Luiz Crivelari: Parabéns, meu amigo! Por vários motivos você é um espírito superior: por cuidar de sua avó (que já é uma tarefa bastante difícil); por proporcioná-la a oportunidade de se relacionar com a sociedade (a maioria dos idosos não têm essa oportunidade); por compartilhar sua experiência com todas as pessoas (é uma lição de vida para quem quer aprender); e também por se dispor a receber críticas tão infantis como algumas que vemos postadas aqui. Continue sendo feliz fazendo com que sua avó tenha momentos felizes. Um grande e fraterno abraço!

Fernanda Aires: Esse rapaz é um herói! Em uma época em que a família é atacada e destruída por todos os lados, esse rapaz foi o exemplo!!!

Alba Bathke Palma: Espalhar para dar o exemplo, as críticas virão daqueles que jamais terão o desprendimento de imitar um gesto tão lindo.

Patricia Bittencourt Epichin: Achei maravilhosa a história do Fernando, se mais pessoas tivessem esse amor e respeito pelo seus próprios avós, ninguém teria medo de envelhecer....porque inevitavelmente e, se DEUS quiser, todos vamos, mas a qualidade de amor e cuidados recebida faz toda a diferença! Me inspirou!

Carla Deckert: Achei bonita a atitude do neto. E "espalhar para o mundo" ajuda outras pessoas que passam por dificuldades parecidas a perceber que não estão sozinhas.

Jacira Rolim: Belo exemplo. Vivenciei o grande amor da minha filha com a avó, deixava tudo e todos para cuidar, com o maior carinho, e a avó também a amava muito, era um amor que era um caso a parte em nossa família, as duas eram unha e carne, ela era o xodó da minha filha, que achava que só ela sabia cuidar, minha mãe se foi aos 97 anos. Quando se ama, tudo se torna fácil e prazeroso.

Rosa Cortes Pahim Linda: História de amor, emocionante, contar em livro, dividir com os amigos, tudo positivo porque só pode ajudar. Vai ganhar dinheiro com isso? Que bom! Melhor que ganhar dinheiro roubando ou traficando, ou politicando. Parabéns pelo seu amor, rapaz. Como vó que adora os netos, só peço a Deus pra não ter que passar por isso... Parabéns, rapaz!