No DF, Agnelo tem 53% e Weslian, 35%

Em votos válidos, segundo o levantamento do Ibope, o petista lidera a disputa com 60%, contra 40% da mulher de Joaquim Roriz

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2010 | 00h00

O candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, lidera a corrida eleitoral com 18 pontos porcentuais de vantagem sobre Weslian Roriz, do PSC, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo.

O petista tem 53% das intenções de voto, contra 35% da adversária. Em votos válidos (excluídos brancos e nulos), Agnelo lidera por 60% a 40%.

Na pesquisa espontânea (na qual os entrevistados manifestam sua preferência antes de ler os nomes dos candidatos), Agnelo tem 16 pontos de vantagem (48% a 32%).

Weslian Roriz entrou na campanha às vésperas do primeiro turno, diante do risco de que a candidatura de seu marido, o ex-governador Joaquim Roriz, fosse inviabilizada pela Lei da Ficha Limpa.

A mulher do ex-governador lidera entre os eleitores de menor renda e escolaridade. Entre os que ganham até um salário mínimo, ela vence por 52% a 33%. Na faixa entre um e dois salários mínimos, o placar é de 49% a 40%. Agnelo assume a ponta entre os que recebem entre dois e cinco mínimos (56% a 34%) e acima disso (70% a 19%). Na parcela do eleitorado com estudo até a quarta série do ensino fundamental, Weslian lidera por 54% a 32%. Entre os que fizeram curso superior, Agnelo é quem está na frente (69% a 17%).

No primeiro turno, o candidato do PT teve 48,4% dos votos válidos, enquanto a adversária ficou com 31,5%.

Sucessão presidencial. O Ibope também perguntou aos entrevistados sua opção de voto para presidente. Há no Distrito Federal um empate técnico entre os candidatos do PSDB, José Serra (45%), e do PT, Dilma Rousseff (43%).

A intenção de voto no tucano segue o padrão de Weslian, sua aliada: ele vai melhor entre os eleitores de menor renda e escolaridade. Dilma, como Agnelo, vai melhor entre os que ganham mais de cinco salários mínimos e têm curso superior.

No primeiro turno, foi a candidata do PV, Marina Silva, quem venceu a disputa presidencial no Distrito Federal, com 42% dos votos válidos. Dilma ficou em segundo, com 31,7%, e Serra teve 24,3%.

O Ibope entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 12 e 14 deste mês. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 35.660/2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.