No horário eleitoral, Dilma cobra explicações do rival

O horário eleitoral gratuito da petista Dilma Rousseff de ontem à noite explorou a denúncia de fraude no processo de licitação da linha 5 do Metrô. A candidata cobrou do tucano José Serra explicação sobre o episódio.

Gustavo Uribe AGÊNCIA ESTADO, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2010 | 00h00

"Serra terá de explicar a denúncia feita hoje", cobrou o locutor. "Um negócio de R$ 4 bilhões." No restante da peça, foram mostrados trechos do debate realizado na noite de ontem na TV Record.

A peça do PT voltou a mirar no suposto desvio de dinheiro de recursos arrecadados para a campanha do adversário. O responsável pelo desvio teria sido Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Dersa. A candidata do PT acusou o PSDB de encobrir o caso e comparou o episódio às denúncias de tráfico de influência contra a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra. " Tem gente que investiga e pune. Tem gente que acoberta."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.