Portal Candido Sales/AE
Portal Candido Sales/AE

Nove morrem em acidentes provocados por bloqueios em rodovias

Casos ocorreram durante protestos na Fernão Dias, em Minas, e na BR-116, na Bahia, na noite de quarta e na manhã desta quinta

Gabriela Vieira, Agência Estado

04 Julho 2013 | 11h30

SÃO PAULO - Bloqueios em decorrência de protestos provocaram dois acidentes com nove mortos em rodovias de Minas e da Bahia, entre a noite de quarta-feira, 3, e a manhã desta quinta, 4. No Rio Grande do Sul, um caminhoneiro foi morto após tentar furar um bloqueio.

Na BR-116, na altura do município de Cândido Sales, no sul da Bahia, às 5 horas desta quinta, uma van colidiu com a traseira de uma carreta, que estava parada em um bloqueio por causa de protesto de caminhoneiros no km 900 da rodovia, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Dos ocupantes do veículo, quatro morreram no local do acidente e ao menos outras duas pessoas ficaram feridas. Elas foram encaminhadas ao hospital em Vitória da Conquista, cidade vizinha. Até as 11h, a polícia não tinha informações sobre o estado de saúde das vítimas. O motorista da carreta foi encaminhado à Polícia Civil.

Ainda de acordo com informações da PRF, permanece o bloqueio de caminhoneiros na BR-116 nesta manhã. Além do km 900, estão interditados os km 804, 935 e 910, entre Cândido Sales e Vitória da Conquista.

Engavetamento. Em Minas, cinco pessoas morreram em decorrência de um bloqueio na Rodovia Fernão Dias (BR-381), na quarta-feira. O motorista de um caminhão não conseguiu frear e provocou um engavetamento, envolvendo outros seis veículos. Ao menos outras quatro pessoas ficaram feridas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu por volta das 18h30, na altura do município de Itaguara, no km 561 da rodovia. No horário, o trânsito no trecho estava lento porque manifestantes tentavam ocupar a rodovia alguns quilômetros à frente, no sentido São Paulo. O caminhão, em alta velocidade, não teria conseguido frear a tempo, atingido um outro caminhão, duas carretas, uma kombi e dois carros de passeio. Um dos veículos pegou fogo.

As cinco vítimas fatais do acidente ficaram presas nas ferragens, segundo o Corpo de Bombeiros de Minas. Os quatro feridos foram encaminhados a um hospital da região e o estado de saúde deles não é grave.

De acordo com a concessionária que administra a rodovia, o acidente provocou oito quilômetros de congestionamento e o trânsito na pista só foi liberado no fim da noite. Até as 10h desta quinta, 4, a PRF não registrava nenhum bloqueio em rodovias federais no Estado mineiro.

Mais conteúdo sobre:
protestos caminhoneiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.