1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Ônibus de Porto Alegre voltam a circular nesta sexta-feira

Elder Ogliari - O Estado de S. Paulo

30 Janeiro 2014 | 19h 09

Acordo prevê aumento de R$ 1 no vale-alimentação e manutenção do subsídio do plano de saúde

PORTO ALEGRE - A greve dos motoristas e cobradores de ônibus de Porto Alegre será suspensa por 12 dias, a partir desta sexta-feira, 31, por acordo firmado entre representantes da categoria e das empresas do setor em audiência promovida pelo Tribunal Regional do Trabalho nesta quinta-feira, 30.

Os trabalhadores prometeram colocar 50% da frota em circulação nesta sexta-feira e 100% a partir de sábado. Por enquanto eles vão receber acréscimo de R$ 1 no vale-alimentação e manutenção do subsídio do plano de saúde. Durante a trégua, seguirão negociando o reajuste salarial, que ficará entre os 14% que querem e os 5,5% oferecidos pelas empresas.

A suspensão da greve deve acabar com uma semana de transtornos para a população da capital gaúcha. Na segunda-feira e na terça-feira apenas 30% dos ônibus foram para as ruas. Na quarta a paralisação foi total. Nesta quinta, 31, cerca de 200 ônibus que atendem a zona leste da cidade circularam até a metade da tarde, quando voltaram às garagens.

A decisão de recolher os veículos foi tomada pelas empresas e pelos trabalhadores depois de um ônibus ter sido danificado por uma bomba de fabricação caseira quando estava estacionado, vazio, em uma parada de fim de linha. O artefato foi deixado no interior do veículo e acabou provocando um incêndio, que foi controlado pelo motorista e o cobrador. Ao longo do dia, outros 20 ônibus foram atingidos por pedras atiradas por desconhecidos. Alguns tiveram seus vidros quebrados.

A falta de ônibus obrigou a população a espera de horas nas paradas. Os microônibus que fazem transporte seletivo foram autorizados a levar passageiros em pé e ficaram superlotados. Quem não conseguiu embarcar recorreu à carona e aos táxis, ou desistiu de ir às atividades do dia. O comércio abriu, mas os lojistas reclamaram da redução do movimento.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo