1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Orla da zona sul do Rio fica tomada por espuma amarela

O Estado de S. Paulo

20 Fevereiro 2014 | 17h 59

Secretário estadual do Ambiente suspeita de proliferação de algas

RIO -  A orla da zona sul do Rio voltou a ficar tomada por uma espuma amarelada nesta quinta-feira, 20. A Praia do Arpoador, que concentra surfistas, foi a mais atingida. Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) colheram amostras.

O secretário estadual do Ambiente, Índio da Costa, disse suspeitar que a mancha tenha sido causada pela proliferação de algas - em geral, isso ocorre a partir da combinação de forte calor com a presença de esgoto na água. "Quando a maré está calma, as algas proliferam por conta do excesso de sol e elas se alimentam também dos poluentes. Então, elas crescem e quando o mar fica agitado, elas morrem e aí afloram e geram essa espuma", disse o secretário.

Foto: Marcelo Fonseca/Estadão

Até o fim da tarde, o último boletim de balneabilidade disponível no site do Inea, de 17 de fevereiro, apontava condição "própria" para banho no Arpoador, em Copacabana e no trecho de Ipanema em frente à Rua Garcia D’Ávila. Já a praia do Leblon inteira e os outros trechos de Ipanema eram considerados impróprios para banho.

As espumas não são novidade no Rio. No dia 20 de janeiro os cariocas se surpreenderam com uma onda de espuma branca que tomou conta da orla da praia. Alguns banhistas deixaram de entrar no mar.

Nasa. No final de janeiro, a Nasa divulgou imagens da costa do Rio de Janeiro que mostram a concentração de algas marítimas. As manchas escuras ocupavam 800 quilômetros da costa.