REUTERS/Alessandro Bianchi
REUTERS/Alessandro Bianchi

Papa Francisco diz que inferno não existe, segundo jornal italiano

Vaticano emitiu nota desmentindo afirmação do 'La Repubblica' e afirmou que pontífice esteve com jornalista em reunião privada, mas que não houve entrevista

Agências internacionais

29 Março 2018 | 14h10

O papa Francisco teria dito em entrevista a um jornal italiano que “o inferno não existe”. Segundo o pontífice, o que existiria é o “desaparecimento das almas pecadoras”, afirma o periódico. As frases teriam sido ditas ao jornalista Eugenio Scalfari, de 93 anos, e foram publicadas no jornal La Repubblica nesta quinta-feira, 29.

Horas depois da publicação, o setor de imprensa do Vaticano emitiu nota desmentindo as afirmações. De acordo com o órgão da Igreja Católica, o papa Francisco recebeu o jornalista de forma privada por ocasião da Páscoa e não deu nenhuma entrevista formal ao profissional.

A nota diz ainda que as citações publicadas no jornal são uma interpretação do jornalista e que não podem ser consideradas palavras do pontífice. “O que é relatado pelo autor no artigo de hoje é o resultado de sua reconstrução, em que as palavras textuais pronunciadas pelo papa não são citadas, portanto, nenhuma citação do artigo mencionado deve ser considerada como uma transcrição fiel das palavras do Santo Padre”, diz o comunicado.

Scalfari é fundador e ex-editor-chefe do jornal La Repubblica e, segundo a imprensa local, já declarou que não costuma gravar suas entrevistas. Em 2013 e 2014, o jornalista já teve outras informações publicadas e atribuídas ao papa questionadas pelo Vaticano.

Mais conteúdo sobre:
Papa Francisco Igreja Católica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.