1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Paraguaios são deportados após suspeitas de trabalho irregular no Brasil

Joana Lopes - Especial para O Estado

13 Janeiro 2014 | 15h 09

Nenhum dos 48 estrangeiros tinham visto emitido pelo Departamento de Migração da Polícia Federal para entrar no Brasil

FOZ DO IGUAÇU - Um ônibus com 48 paraguaios foi impedido de seguir viagem para São Paulo depois que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) descobriu que o grupo havia entrado no país irregularmente. A abordagem foi feita no fim da tarde de domingo, 12, no posto de fiscalização na BR-277 em Céu Azul, no Paraná, a cerca de 90 km da fronteira.

De acordo com os agentes, havia suspeitas de que o grupo de estrangeiros tinha intenção de buscar trabalho na capital paulista. Nenhum dos paraguaios tinha o visto emitido pelo Departamento de Migração da Polícia Federal (PF) para entrar ou permanecer no Brasil. A rota é bastante utilizada por bolivianos contratados para trabalhar em fábricas clandestinas de confecção na região de São Paulo.

Depois de serem levados à delegacia da PF em Foz do Iguaçu, os estrangeiros foram autuados, multados e tiveram que voltar ao Paraguai pela Ponte Internacional da Amizade, na fronteira entre os dois países, por onde tinham entrado. Eles deixaram o Brasil por volta da meia-noite.

O motorista e o ônibus de turismo foram liberados também no domingo, 12. Segundo a Polícia Federal, a empresa de São Paulo não deverá responder por favorecimento de imigração ilegal porque não havia indícios de aliciamento. A princípio, a companhia foi contratada apenas para o transporte do grupo.