1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Paraná registra 13ª morte por causa das chuvas

Julio Cesar Lima - Especial para o Estado

12 Junho 2014 | 19h 07

De acordo com a Defesa Civil do Estado, 150 cidades foram atingidas pelas enchentes, prejudicando 579.524 moradores

CURITIBA - As chuvas que caíram no Paraná nos últimos cinco dias causaram a 13.ª morte no Estado e já deixaram 177 feridos. No total, 579.524 pessoas foram atingidas em 150 municípios de todas as regiões - deste total, 135 estão em estado de emergência -, informou a Defesa Civil no fim da tarde desta quinta-feira, 12.

A expectativa é de que os prejuízos ultrapassem R$ 1 bilhão, mas os dados deverão ser oficializados somente no final de semana. Até o final da tarde de quinta, 32.571 pessoas continuavam desalojadas. O governo federal anunciou a liberação de R$ 346,86 mil e o governo estadual, de R$ 11 milhões para os municípios atingidos. 

Resgate. Na região de Palotina, uma pessoa foi resgatada na tarde de terça-feira, 10, após ficar dois dias no topo de uma árvore na margem do Rio Piquiri, onde pescava. Ao perceber que a água do rio subia, o agricultor Josias da Graça contou que improvisou uma escada e ficou no topo da árvore até ser localizado por um morador da região, que  lembrou que ele sempre visitava a ilha para pescar.

Em União da Vitória, o prefeito Pedro Ivo Ilkov decretou estado de calamidade pública, medida que agilizará o socorro às 12 mil pessoas atingidas.

Alerta. A Defesa Civil informou que o Estado do Paraná continua sob alerta. Segundo o capitão Eduardo Gomes Pinheiro, a situação é preocupante. "O desastre ainda está ocorrendo. Temos pessoas sendo removidas em União da Vitória, podemos ter chuva novamente no fim de semana e as planilhas (boletins) mudam a todo o tempo", disse.