Passageiro que dizia ter bomba em avião da TAM é polonês

Voo do Rio para Alemanha atrasou após ameaça de bomba; estrangeiro foi preso

Priscila Trindade, estadão.com.br

26 Julho 2011 | 09h18

SÃO PAULO - O voo 8102, da TAM, com destino a Frankfurt, na Alemanha, teve mais de 8 horas de atraso após um dos passageiros afirmar que portava uma bomba e iria explodir a aeronave. O voo que decolaria às 21h de segunda-feira do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, decolou somente às 5h36 desta terça-feira, 26.

 

Após a ameaça de bomba, policiais federais detiveram o passageiro, que é da Polônia, e realizaram uma varredura nas bagagens e no interior do avião e interrogaram a tripulação. Como nada foi encontrado, o voo foi então liberado.

 

O polonês será atuado no artigo 261, por atentado contra a segurança de transporte aéreo. A pena para o polonês pode variar de 2 a 5 anos.

 

Segundo informações da Polícia Federal do Rio de Janeiro, as testemunhas afirmaram que o polonês já estava no voo quando comunicou aos comissários de bordo que havia uma bomba no interior do avião.

 

Ainda de acordo com informações da Polícia Federal, a bagagem de mão do polonês foi destruída, já que o conteúdo da mala divergia da descrição feita por ele antes do embarque.

 

A assessoria de imprensa da TAM afirmou que todos os passageiros que aguardavam pelo novo embarque receberam toda a assistência necessária. A aeronave deve pousar em Frankfurt às 17h26 (horário de Brasília).

 

 

Atualizada às 11h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.