Passageiros da TAM se recusam a sair de avião em Cumbica

Cumbica fecha e passageiros são tirados do avião por agentes da Polícia Federal

Agencia Estado

03 Julho 2007 | 15h29

Com o fechamento do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, às 22h30 de segunda-feira, 2, por conta da neblina na região de Guarulhos, alguns passageiros de um vôo da TAM, que já tinham embarcado, se recusaram a sair do avião. Eles ficaram cerca de seis horas dentro da aeronave e tiveram que ser retirados, de madrugada, por agentes da Polícia Federal. Segundo informações da Rádio Eldorado, na algumas companhias aéreas aconselhavam os passageiros que ainda não conseguiram remarcar os vôos a voltarem para suas casas por conta dos atrasos na manhã desta terça. Na noite de segunda-feira, a TAM divulgou uma nota sobre os cancelamentos de vôos registrados entre sexta-feira, 29, e domingo, 1º. De acordo com a assessoria da TAM, os problemas se deveram exclusivamente a problemas meteorológicos, que provocaram o fechamento de diversos aeroportos em todo o País. A empresa esclareceu que foram afetados pelo mau tempo, durante o fim de semana, os aeroportos de Congonhas, Cumbica e Campinas, em São Paulo; Aracaju, em Sergipe; Caxias e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Navegantes e Criciúma, em Santa Catarina, e Curitiba e Foz do Igualu, no Paraná. Os aeroportos de Santiago, no Chile, Assunção e Ciudad del Este, no Paraguai, também tiveram suas operações interrompidas devido a problemas meteorológicos. A TAM lembrou ainda que o Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, teve suas operações suspensas na sexta-feira, à noite, devido à forte neblina, permanecendo fechado a partir das 19h50. Por isso, os vôos foram transferidos para outros aeroportos.

Mais conteúdo sobre:
TAM atrasos em vôos neblina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.