1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Pastor é arrastado por correnteza durante batismo de fiéis em rio

Marília Assunção - Especial para O Estado

08 Abril 2014 | 14h 42

Almir Marques de Carvalho, de 52 anos, se desequilibrou e foi levado pelas águas do Rio Descoberto, na divisa de Goiás com o Distrito Federal

GOIÂNIA - O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal faz buscas desde sábado, 5, para encontrar o corpo do pastor evangélico Almir Marques de Carvalho, de 52 anos. Ele faria um batismo coletivo de frequentadores da igreja Poço de Água Viva, de Ceilândia, quando se desequilibrou e foi levado pelas correnteza do Rio Descoberto, na divisa de Goiás com o Distrito Federal. O pastor sumiu na frente dos dez fiéis que seriam batizados e dos familiares que acompanhariam a cerimônia.

Um dos fiéis ainda teria tentado segurar o religioso, mas ele acabou arrastado pela forte correnteza. O local fica perto da barragem do Rio Descoberto, cujo nível está acima da média por causa das chuvas do período. O local não é adequado para banho, o que estaria indicado por placas de sinalização.

O Corpo de Bombeiros já utilizou helicópteros, cães farejadores e militares do DF e de Goiás, informando que as buscas prosseguem até a sexta-feira. Agora mergulhadores fazem o trabalho, mas o trecho onde o pastor foi levado pelas águas tem uma largura de 30 metros entre uma margem e outra. O ponto tem ainda forte correnteza, vegetação e pedras no leito, o que dificulta as buscas.

Segundo a assessoria de imprensa dos Bombeiros, o ideal era que o grupo tivesse solicitado uma avaliação da corporação sobre os riscos do local escolhido para a cerimônia religiosa.