Pecados capitais

O TCU examinou 142.524 contratos firmados entre 2006 e 2010, durante o 2.º mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Abaixo seguem as principais irregularidades encontradas

, O Estado de S.Paulo

29 Julho 2011 | 00h00

1 Existência de contratos firmados na administração pública federal com

empresas que pertencem a parlamentares.

2 Foram observados casos de dispensa de licitação sem a apresentação

de justa causa.

3 Empresas que participaram de pregões têm sócios que faziam parte da

comissão de licitação.

4 Contratação de empresas cujos sócios são servidores públicos do próprio

órgão contratante. Foram verificados 733 casos.

5 O levantamento detectou contratos assinados com 1.470 empresas inidôneas

ou condenadas por improbidade administrativa.

6 Uma única empresa venceu 12.370 licitações, mas desistiu, favorecendo outras que haviam dado lances mais altos.

7 Pagamento de aditivo em contratos. Foram identificados 9.430 que excederam em 125% (o limite é 25% do valor inicial do contrato)

8 Duas ou mais empresas que possuem os mesmos sócios participaram de 16.547 disputas do pregão.

9 Existência de empresas que negociam mais de 125% do valor inicialmente previsto no contrato da licitação.

10 Uso irregular de benefícios de desempate por micro e pequenas empresas, favorecendo algumas que faturam mais de R$ 10 mi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.